16 de out de 2011

Hit the road Jack and don't you come back no more, no more, no more, no more


Hoje é dia de pegar a estrada.


Achei essa matéria em um site que amo e sigo sempre : Viaje na Viagem.
Tem muitaaaa dica legal. Resolvemos seguir os conselhos do Ricardo Freire.
Quem nos acompanha ?

Vai por mim: San Francisco a Los Angeles de carro

Highway 1, entre San Francisco e Monterey
Pecorrer a costa da Califórnia entre San Francisco e Los Angeles pela lendária costeira Highway 1 está na lista de viagens de sonho de muita gente. Acabei de fazer esse trajeto e trago impressões fresquinhas e dicas testadas na prática.
Originalmente publicado na minha página Turista Profissional, que sai toda terça-feira no Estadão.

Quantos dias?
Não é dividindo os 730 quilômetros entre San Francisco e Los Angeles por nenhuma velocidade média que você descobre quantas horas são necessárias para cumprir o percurso. Trata-se de uma viagem para fazer sem afundar o pé no acelerador – e parando a cada mirante que se oferecer pelo caminho. Para esquadrinhar trecho por trecho da costeira, você vai precisar de três dias inteiros, pernoitando primeiro em Monterey ou Carmel e depois em San Luis Obispo ou Santa Bárbara antes de chegar a Los Angeles. Tendo apenas dois dias disponíveis, dá para fazer o filé; programe o pernoite em Monterey ou Carmel. Se dispuser de mais dias, demore-se em Big Sur (para fazer trilhas nos parques) ou em Santa Bárbara (para esgotar as vinícolas do Vale Santa Inês ou pegar praia).

Qual é o filé?
O eixo Monterey-Carmel-Big Sur, de apenas 70 quilômetros, detém a maior concentração de “uau” por quilômetro rodado. Neste trecho você vai encontrar o fabuloso Aquário de Monterey, a ultracenografada 17-Mile Drive, o charmosinho vilarejo de Carmel e a vertiginosa costeira até a entrada da reserva de Big Sur. Caso não se interesse por Los Angeles, você pode pernoitar e retornar dali mesmo (de Carmel a San Francisco são menos de 200 quilômetros pela auto-estrada 101, que vai pelo interior).
Negocie com o GPS
Se você quer aproveitar bem sua viagem, dirigir nos Estados Unidos sem GPS é impossível. Leve o seu do Brasil, compre um ao chegar ou certifique-se de que a sua locadora tem um aparelho para alugar. Nesta rota, porém, não basta ter um GPS: é preciso fazer com que o danado obedeça às suas ordens. Aprenda a programar os trechos que você quer fazer pela Highway 1, que é uma estrada secundária.
Como está a estrada?
As chuvas de inverno provocaram desmoronamentos em alguns trechos da Highway 1. Num desses pontos, em Gorda (100 quilômetros ao sul de Carmel), a estrada ficou interrompida por alguns meses.  O trecho, porém, foi reaberto no dia 10 de junho, informa a querida Maryanne do Hotel California Blog. Você pode conferir as condições da Highway 1 e de qualquer auto-estrada do estado no site do departamento de transportes da Califórnia.
San Francisco: sem carro
Se você ficar uns dias antes em San Francisco (o mínimo ideal são quatro dias), não é preciso estar de carro desde o início. Assim como Nova York, San Francisco é uma cidade para ser explorada a pé e de transporte público (e quando precisar, o táxi não é caro). Deixe para pegar o carro no último dia – e aproveite para dar um rolê no Vale de Napa. Os vilarejos vizinhos de St. Helena e Yountville, que concentram as vinícolas e restaurantes, estão a uma hora e meia da Union Square.

De San Francisco a Monterey (200 km)
O dia em que parti amanheceu muito feio, então não fiz questão de ir pela costeira desde o início. Saí de San Francisco pela auto-estrada 101 e peguei a Highway 1 em Half Moon Bay, 50 quilômetros adiante. Os 80 quilômetros seguintes, até pouco antes de Santa Cruz, ostentam uma costa ainda selvagem, quase toda protegida por parques estaduais. Há falésias e dunas banhadas por um mar azul e bravo. Já os 70 quilômetros entre Santa Cruz e Monterey são pouco interessantes: muito já foi urbanizado, e a estrada corre por longos trechos sem vista para o mar. Em Monterey, dirija-se à Cannery Row, antiga região de fábricas de sardinha que foi transformada num cais turístico. No fim da rua fica uma das maiores atrações da Califórnia: o Monterey Bay Aquarium, que tem uma coleção sensacional de invertebrados marinhos – esponjas, anêmonas e outros exóticos habitantes dos corais, iluminados com maestria. As lontras também têm muitos fãs. Ponha o carro num estacionamento coberto (e não deixe nenhum sinal aparente de que está carregando bagagem).
De Monterey a Carmel (15 km)
Você nunca levou tanto tempo para cobrir tão pouco chão (engarrafamentos na Marginal em frente ao Robocop não contam). A 17-Mile Drive é uma estrada particular que vai do bairro Pacific Grove, em Monterey, até a entrada de Carmel. Apesar do nome, a estrada tem menos de 10 milhas. Cada carro paga 9 dólares para entrar e ganha um mapinha para zanzar pelo condomínio dePebble Beach — onde você pode pensar que as pedras fincadas no mar são obra dos mesmos arquitetos e paisagistas que criaram as mansões e os campos de golfe do caminho. Passando o portão de saída você estará em Carmel, uma cidade-bibelô em que nada está fora do lugar. Os hotéis de Monterey são bem mais em conta (e pela auto-estrada, ficam a meros 10 minutos), mas se você puder cacifar uma noite em Carmel, fique. É um belo lugar para guardar o carro e caminhar pelo centrinho, bisbilhotando as lojas e galerias e escolhendo um restaurante para jantar.
De Carmel a Big Sur (50 km)
Se na 17-Mile Drive você testemunha o quanto o homem pode embelezar um ambiente natural, na Highway 1 entre Carmel e Big Sur você vai ver belezas naturais em estado bruto: a estrada se equilibra entre montanhas altíssimas e desfiladeiros à beira-mar. (OK: neste trecho também há duas pontes construídas pelo homem para que você possa apreciar toda essa natureza.) Pouco depois de 40 km, porém, a estrada envereda por dentro da mata. Por ali, procure a Pfeiffer Beach, uma das prainhas mais bonitas da Califórnia — fica no Pfeiffer Big Sur State Park, ao final da Sycamore Road. Outro programa nota 10 para culminar este passeio é marcar um almoço no Sierra Madre, restaurante do cultuado hotel Post Ranch Inn, dependurado na montanha à beira-mar (abre do meio-dia às 15h; reserve pelo opentable.com).

San Luis Obispo e Santa Barbara
A 210 quilômetros de Carmel pela Highway 1, San Luis Obispo tem uma missão católica bem-conservada. No caminho, 65 quilômetros antes de chegar você pode visitar o Hearst Castle, um delírio do milionário William Randolph Hearst que hoje funciona como parque estadual da Califórnia.
Mais 170 quilômetros na direção sul e você chega a Santa Barbara, linda cidade colonial espanhola convertida em balneário. Os bacanas ficam no Four Seasons e jantam nos restaurantes de Montecito – mas dá para se divertir também ficando num hotel plebeu da região do porto e conferindo à noite o movimento da State Street. Santa Barbara é também a base ideal para refazer o caminho dos personagens do filme Sideways – as vinícolas do vale de Santa Inês estão a menos de 40 minutos de viagem. De Santa Barbara a Los Angeles são mais 150 km; no meio do caminho, aproveite para dar uma paradinha no Premium Outlets de Camarillo (a 70 km).
Los Angeles: fique com o carro
Se San Francisco é melhor sem carro, Los Angeles só é possível sobre rodas. E o GPS será o seu melhor amigo para se entender com as free-ways (e descobrir os caminhos menos engarrafados para todos os seus percursos). Fique pelo menos quatro dias: há muito o que rodar.
Mobility é a locadora oficial desta viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário