22 de jun de 2012

Festa Junina = Bolinho Caipira

Festa Junina sem bolinho caipira não é festa junina.


Aqui em São Paulo ninguém conhece o famoso bolinho caipira é um quitute da culinária caipira brasileira, originário do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo.

Não se conhece muito sobre a origem da iguaria, não havendo registros históricos ou fotográficos, sendo assim, uma tradição oral.
Há diversas teorias sobre onde e quando se originou o prato. Uma delas diz que ocorreu antes de colonização portuguesa, entre os índios puris, segundo a qual, era-se utilizado peixe e farinha na composição do salgado, até a vinda dos portugueses, que introduziram a carne de porco.
Outra hipótese afirma que o bolinho teria surgido com os tropeiros, durante o século XVII. 
Ao parar para comer, os tropeiros faziam uma mistura de farinha de milho e água, com tempero e enrolavam a massa num pequeno peixe, e então fritavam; dando assim, também, o formato atual do bolinho caipira.
Todavia, também sustenta-se que o bolinho tenha sido criado na cidade de Monteiro Lobato. 
Segundo esta suposição, o bolinho caipira era conhecido anteriormente como "bolinho da Toninha", por ser uma invenção de uma moradora do município. 
A iguaria era vendida no mercado tropeiro da cidade e, devido à sua posição dentro do Vale do Paraíba, a receita foi facilmente disseminada para outros municípios da região.
Em 2009, houve um esforço nas cidades da região, notavelmente em Jacareí, para se reconhecer o quitute como patrimônio cultural em tais municípios.
Com receitas ligeiramente diferentes, o bolinho caipira é um prato salgado, consumido principalmente em quermesses, sendo um dos pratos principais de festas juninas.
Misturado com farinha branca e amarela (fubá), sendo que a última predomina na composição da massa, o recheio é composto em geral por carne bovina moída ou por linguiça, sempre bem temperada. O detalhe é que a carne é colocada na massa crua.


Para quem ficou com água na boca e gosta de cozinha a receita é essa : 


Ingredientes:


Massa:
  • 1/2 kg de farinha de milho amarela
  • 1 l e 1/2 de água
  • 2 cubinhos de caldo de carne
  • 4 colheres de sopa de óleo
  • 2 colheres de sopa de farinha de mandioca
Recheio::
  • 1/2 kg de carne moída
  • Cebola picada, alho amassado
  • Salsinha e cebolinha picadas
  • Sal e pimenta do reino, a gosto

Modo de preparo:
    Massa:
    1. Em uma vasilha junte as farinhas, vá misturando-as e desmanchando todos os grumos
    2. Adicione o óleo e reserve
    3. Ferva a água com o cubinho de caldo de carne
    4. Derrame sobre a farinha aos poucos e misture bem, mexendo sempre até que a massa fique homogênea
    5. Separe uma pequena porção da massa, e achate-a na palma da mão
    6. Coloque dentro um pouco do recheio (carne temperada crua) e feche com a própria massa dando o formato de um bolinho compridinho
    7. Feitos todos os bolinhos, frite-os em óleo quente
    8. Escorra-os em papel absorvente
    9. Sirva-os quentes
    Recheio:
    1. Misture todos os ingredientes e utilize a carne bem temperadinha "crua", pois se refogar antes fica seco
    Comer bolinho caipira na quermesse, não tem preço.
    O mais gostoso ainda é curtir a diversão. 
    Até meus pais entraram na farra.




    Um comentário:

    1. Amiga, fiquei com água na boca. Quero provar...
      Ah, seus pais são muito lindos !!! bjs

      ResponderExcluir